Retrospectiva 2020: Varejo Nacional
Varejo

Retrospectiva 2020: Varejo Nacional

Algumas das principais notícias que marcaram o setor em 2020

14 de janeiro de 2021

arroba publicidade
O varejo nacional também viveu um ano atípico em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. O setor viu o isolamento social afetar toda a economia nacional e, consequentemente, o seu modo de operação. As "compras de pânico", no entanto, deram alento às grandes superfícies, enquanto os mercados públicos fecharam por determinação dos entes municipai e estaduais. A pandemia também acelerou diversas estratégias e obrigou as empresas a usarem toda a criatividade para se manterem no mercado. 
 
Confira a seguir algumas das principais notícias do varejo no ano de 2020:
 
 
Tudo parecia que ocorreria normal em 2020, sobretudo porque em mais um começo de ano, a NRF 2020: Retail’s Big Show, maior feira do mundo do varejo, ditava tendência e trazia novidades ao setor. No ano passado, o evento aconteceu em Nova York, EUA, entre os dias 10 a 17 de janeiro. A análise de dados para a otimização dos negócios foi um dos destaques para o varejo, além da automatização da jornada do consumidor e das operações. Até impressões 3D voltadas para o ramo gastronômico puderam ser vistas no evento (leia mais aqui).
 
Em março, a tilápia resfriada da Qualitá, marca do GPA, passou a ser o primeiro produto comercializado com a certificação internacional Aquaculture Stewarship Council (ASC) nas lojas com as bandeiras Extra e Pão de Açúcar. (leia mais aqui)
 
 
Mesmo diante do isolamento social, não faltou pescado na Semana Santa do brasileiro, embora o caos e medo tenham mudado o cenário habitual e afetado a performance das vendas neste ano. Os feirões especiais tiveram que se adaptar à nova rotina que alterou o padrão de compra de alimentos do consumidor e fornecedores de todos os canais precisaram desenvolver estratégias para vender seu peixe (leia mais aqui).
 
Em junho, quase três meses após o início das medidas de isolamento social no País, em torno de 70% dos comércios reabertos já estavam adequados às obrigações sanitárias do plano anunciado pelo governo paulista, segundo pesquisa realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP). Entre as medidas adotadas estão o distanciamento social, higienização e sanitização dos ambientes, orientação para funcionários e clientes, além da medição de temperatura dos clientes (leia mais aqui).
 
O Novo Mercado de Peixes de Santos foi reinaugurado em julho, após passar por uma vistoria realizada por autoridades do Município para a liberação das atividades comerciais. O projeto e construção, conduzidos pelo grupo Mendes, dedicou-se a oferecer uma infraestrutura fechada, climatização e maior assepsia em diversos aspectos. No total, foram construídos 20 boxes para comercialização de pescado e dois para comercialização de produtos como temperos e artigos de pesca, além de vestiário para funcionários e estacionamento com 40 vagas. O local conta também com um restaurante de peixes e frutos do mar, comandado pelo chef Dario Costa (leia mais aqui).
.
 
No último semestre do ano, o varejo já refazia as contas e previa queda menor neste ano devido ao auxílio emergencial, que aliviou metade do impacto esperado para o ano, conforme projeções da Fecomercio de São Paulo. O varejo deveria recuar 13,8% no faturamento do ano, mas com o pagamento de R$ 600 a desempregados, informais e beneficiários do Bolsa Família, a retração deveria ficar em 6,7%. Conforme as projeções, o auxílio foi destinado, na sua totalidade, a uma faixa de renda mais baixa (D e E) (leia mais aqui).
 
Peixes da pesca extrativa têm melhor reputação que os da piscicultura junto ao consumidor dos supermercados, mostrou pesquisa da Embrapa em parceria com o Instituto de Pesquisa e Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege) lançada em agosto. A pesquisa ouviu mais de 1.350 pessoas de diferentes bairros das capitais Manaus (AM), Recife (PE), Curitiba (PR), Brasília (DF) e São Paulo (SP) (leia mais aqui).
 
A Semana do Pescado começou na terça-feira no 1º dia de setembro com uma série de ações promocionais nos principais varejos brasileiros e as marcas de pescado também integram o esforço. O Instagram se tornou uma plataforma muito ativa para ativações relacionadas à campanha neste ano. Diversas marcas usaram o canal para divulgar promoções e informar aspectos nutricionais positivos do consumo de pescado (leia mais aqui).
 
 
No último trimestre do ano, a desconfiança envolvendo as contaminações do novo Coronavírus e os produtos alimentares ainda era debatida. Em setembro, uma publicação do National Fisheries Institute (NFI) destacou como organizações de saúde em todo o mundo continuavam atestando que não haviam evidências de que alimentos ou embalagens alimentícias estavam associadas à transmissão do vírus, ainda assim, para o instituto, alguns veículos continuavam gerando mal-entendidos. No setor nacional, a pauta ganhou mais relevância quando a Administração Geral de Alfândegas da China (GACC) anunciou no final do mês que havia suspendido as exportações de pescado da empresa Monteiro Industrial Pescados, após um lote de peixe-espada congelado da empresa brasileira enviado ao país testar positivo para a Covid-19 (leia mais aqui).
 
Já em novembro, a Seafood Show Latin America e a Seafood Brasil reuniram marcas e pessoas com interesses em comum para um ciclo de talks do Venda Seu Peixe. A série de debates sobre o pescado no varejo e no food service nacionais aconteceu em seis encontros para uma jornada de capacitação e troca de informações (leia mais aqui).
 
 
As vendas em lojas de rua e shopping centers de todo o País no fim de semana da Black Friday (27 a 29 de novembro de 2020) tiveram aumento de 6,1%, com relação ao mesmo período do ano anterior, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio – Black Friday. Foi a primeira vez no ano que uma data comemorativa do varejo registrou crescimento na comparação anual. Também houve ligeiro crescimento de 0,6% na semana, de 23 a 27 de novembro, na análise com 25 a 29 do mesmo mês em 2019 (leia mais aqui).
 
 
Créditos da imagem: Acervo Seafood Brasil

 

Black Friday, Coronavírus, feira do peixe, Mercado do peixe, Semana Santa, supermercados, tilápia, varejo alimentar, Venda Seu Peixe

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3