Produção de pescado em cooperativas é discutida no 2º dia do IFC
Aquicultura

Produção de pescado em cooperativas é discutida no 2º dia do IFC

Programação do dia seguiu com apresentações sobre genética, nutrição animal e mais

03 de dezembro de 2020

arroba publicidade
Na quarta-feira (2) o IFC Digital trouxe ao palco os conferencistas Valter Pitol, presidente da Copacol e José Roberto Ricken, presidente da Organização das Cooperativas do Paraná (OCEPAR), para um debate sobre como as cooperativas têm ajudado o Estado a se destacar na última década com a produção de peixes. 
 
Na palestra “Cooperativismo e Produção de Pescados - Um exemplo de sucesso que vem do Paraná”, Ricken deu uma breve noção do que as cooperativas representam. Conforme ele, a função do cooperativismo é gerar oportunidades para que os cooperados consigam ter mais renda e, consequentemente, melhores condições sociais. "É um modelo que vem do Paraná e está inserido na estratégia de cooperativismo como um todo. Já a produção de pescado ela vem dentro deste processo de desenvolvimento como uma das oportunidades”, contou.
 
Conforme ele, atualmente no Estado existem 217 cooperativas, que contam com 2,5 milhões de cooperados e 116 mil funcionários diretamente. Já o faturamento é estimado em R$ 112,6 bilhões, sendo R$ 5,6 bilhões de "sobras" aos cooperados.
 
Da produção, 65% são de grãos e 45% de proteína animal e lácteos. São 120 unidades agroindustriais que representam 48% do faturamento - já com o valor agregado. Nos últimos dez anos, o investimento médio foi de R$ 2,3 bi. Já para exportações, o valor está aproximado em US$ 4 bi com envios para mais de 120 países. 
 
Entre os principais produtos, a soja lidera com 70%, representando algo em torno de 14 milhões de t. Entre as proteínas, os suínos lideram com 15 mil cabeças/dia (56%), seguidos por frango com 2,5 milhões frango/dia (44%) e peixes com 33 mil toneladas/ano (27%). 
 
Três indústrias de processamento de peixes aparecem entre os destaques no Estado. "As três indústrias têm uma capacidade atual de abate de 375 mil/peixes/dia. E já são mais de 400 cooperados integrados à produção de tilápia”, concluiu.
 
 
Já Valter Pitol, falou sobre a representatividade da piscicultura na Copacol. Segundo ele, o cooperativismo da Copacol na atividade aconteceu há mais de dez anos e foi importante por causa das dificuldades que os produtores enfrentavam em relação à comercialização. “Nós entendemos que também poderíamos ser pioneiros na produção de peixes. A piscicultura veio para somar oportunidades aos cooperados, diversificar e dar segurança à produção do pescado", destacou.
 
No modelo de integração do pescado na Copacol, a cooperativa "domina“ todo o sistema: primeiro faz a produção do alevino, depois o produtor recebe os juvenis na propriedade, em seguida a Cooperativa realiza a despesca e leva o peixe para a indústria. 
 
 
Outras palestras
 
A programação de palestras do 2º ainda teve:
 
- O que temos de mais avançado e inovador em melhoramento genético de tilápia no mundo. Conferencista - Rajesh Joshi - Senior Researcher GenoMar Genetics AS, Oslo - Noruega.
 
- Tendências e desafios para rações aquícolas sustentáveis. Conferencista: Dr. Albert Tacon - Fundador e proprietário da Aquahana LLC - HAVAÍ - EUA.
 
- A função da saúde nutricional para possibilitar uma produção mais lucrativa e sustentável na aquicultura. Conferencista - Fabio Cervellione, PhD, Diretor Global de Nutrição e Soluções de saúde Aqua/Animal Nutrition & health DSM - Suíça.
 
- Impacto da biorremediação na produção aquícola. Conferencista: Julio M. Achupallas - Diretor Geral da Área Aquícola e Pecuária Biomim - Equador.
 
- Tecnologias e sistemas de produção e manejo eficientes no cultivo de tilápias em tanques-redes. Conferencista: Tobias Ramon - Profissional responsável pela estratégia em saúde, nutrição, genética e práticas aquícolas na Tilabras.
 
- Sistemas Inovadores de Produção de tambaqui em tanques escavados. Conferencista: Aniceto Wanderley - Piscicultor e empresário - Roraima.
 
- A produção de camarão no interior do Brasil - viabilidade técnica e econômica dos sistemas. Conferencista: Dr. Wilson Wasielesky Junior, Coordenador do Projeto Camarão, da Universidade Federal de Rio Grande (FURG).
 
- Sistema de Gestão de Alto Desempenho na aquicultura. Conferencista: João Manoel Cordeiro Alves - Aquafeed Product Manager - Guabi Group.
 
 
Para mais informações, acesse aqui. 

cooperativas, Copacol, IFC Digital Valter Pitol, José Roberto Ricken, OCEPAR, tilápia

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3