Pathovet fortalece sua presença no Brasil devido ao iridovírus
Aquicultura

Pathovet fortalece sua presença no Brasil devido ao iridovírus

Empresa no Brasil vai contar com um novo Technical Services Director, o veterinário chileno e MSc em Desenvolvimento Agrário, Hugo Roa

06 de julho de 2021

arroba publicidade
A Pathovet do Brasil anunciou que, a partir desta semana, vai contar com um novo Technical Services Director, o veterinário chileno e MSc em Desenvolvimento Agrário, Hugo Roa. A novidade acontece pela presença no Brasil do Iridovírus.
 
A notificação oficial do iridovirus no País aconteceu em 2020, primeiro patógeno viral a gerar surtos de doença nos cultivos em tilápias e, consequentemente, também o primeiro grande desafio sanitário enfrentado pelo setor produtivo.
 
Conforme a empresa, a primeira experiência profissional de Hugo Roa foi em uma das pisciculturas chilenas mais rigorosas em termos de biosseguridade. Em seguida, trabalhou como gerente de Saúde em uma salmonicultura durante um período em que o vírus ISA dizimava a produção de salmão no sul do país. 
 
Posteriormente, Hugo Roa liderou a equipe de Biosseguridade, bem como um programa de certificação de ovas em uma das maiores empresas de análise e consultoria aquícola do Chile. “O manejo sanitário chileno é muito copiável. É algo que venho difundindo nos últimos quatro anos aqui no Brasil. Desde que o ISKNV chegou, se começou a criar essa cultura”, falou.
 
Segundo ele, as unidades de produção já estão começando a implementar suas barreiras sanitárias. “Os novos projetos de piscicultura já vêm com um conceito de biosseguridade. É toda uma revolução que se deu a partir da emergência sanitária e com a qual queremos contribuir”, destacou o diretor comercial da Pathovet do Brasil.
 
Esse apoio à indústria brasileira se concretizou, por exemplo, por meio do comitê sanitário promovido pela Peixe BR e do qual Hugo Roa faz parte juntamente com o diretor técnico da Pathovet do Brasil, Miguel Fernandez, entre outros profissionais aquícolas. 
 
Mais apoio
Diferentemente da indústria chilena de salmão, as empresas brasileiras geralmente não contam com equipes técnicas estruturadas. É nesta lacuna que entra a assistência técnica-comercial que Hugo Roa prestará, visto que um laudo diagnóstico, por exemplo, não tem muito peso se não for acompanhado do conhecimento necessário para interpretá-lo. "Não se trata apenas de vender uma solução tecnológica, mas sim de acompanhar o produtor na tomada de decisões e no pós-venda”, especificou o Technical Services Director da Pathovet do Brasil.
 
Inicialmente, o foco principal será São Paulo, Paraná e Minas Gerais. “No entanto, estamos abertos a apoiar produtores localizados nos demais estados brasileiros ”, disse Hugo Roa. Da mesma forma, ele antecipa que “este é um país grande e a produção aquícola continuará se intensificando, então provavelmente novos desafios sanitários virão.
 
Felizmente, o iridovírus é o agente etiológico de uma doença que não causa alta mortalidade, mas pode ser a porta de entrada para outros patógenos. Se olharmos para outras indústrias aquícolas, é claro que outros desafios sanitários virão. É hora de amadurecer as práticas de manejo sanitário”, completou.
 
Serviços 
O laboratório implementou os serviços de PCR para diagnóstico de doenças bacterianas e virais em tilápias; histopatologia, com o apoio de especialistas da Pathovet Chile; e microbiologia, para a identificação de bactérias resistentes. 
 
Conforme Hugo Roa, a intenção é oferecer também esses serviços à indústria do camarão em breve, bem como a produtores de outros países latino-americanos. Ele acrescentou que em breve começarão a trabalhar com ELISA para a identificação de títulos de anticorpos.
 
“A ideia é que em breve possamos oferecer também os serviços de parâmetros preditivos, além de indicadores gerais da saúde dos peixes. A Pathovet do Brasil e Pathovet Chile estão desenvolvendo as validações para tilápia, para tê-las disponíveis durante o segundo semestre deste ano”, finalizou o executivo.
 
Créditos: Divulgação
 

bactérias, Hugo Roa, Iridovírus, ISKNV, Pathovet, PeixeBR, tilápia, vírus

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3