Pandemia já fez Food Service perder 1 milhão de empregos no Brasil
Food Service

Pandemia já fez Food Service perder 1 milhão de empregos no Brasil

Para não quebrar de vez, restaurantes em todo o mundo buscam alternativas seguras e criativas, como "estufas" e mesa para um por dia

07 de maio de 2020

O Food Service é um dos setores que mais está sofrendo com os efeitos da pandemia do novo Coronavírus no Brasil e no mundo. Só no País, o setor de bares e restaurante já perdeu um milhão de empregos até aqui, como revelou Paulo Solmucci Júnior, presidente-executivo da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), durante o UOL Debate. O programa diário abordou na terça-feira (5/5) os desafios que como chefs e restaurantes têm para se reinventar com delivery, voucher e lives durante a pandemia.
 
"Temos seis milhões trabalhando, sendo que a metade é formal. Esse um milhão é um terço do formal. A crise pega mais forte o formal no primeiro momento do que o informal, porque você tem todo um custo. Parte do formal vira informal", argumentou  Solmucci 
 
Segundo ele, os cortes são resultados da falta de capital de giro nos estabelecimentos do setor, e é importante que bares e restaurantes tenham acesso a empréstimos neste momento.
 
Solmucci considera que o setor ainda deverá sofrer muitas quebras até fim da pandemia em um cenário mais otimista, um em cada cinco não reabra. E revelou que a Abrasel se reuniu em 16 de março com o presidente da República, Jair Bolsonaro, para discutir como manter o capital de giro em bares e restaurantes.
 
No final de maio, a Abrasel lançou uma uma cartilha com recomendações para uma reabertura segura dos estabelecimentos (baixe aqui).
 
 
Criatividade busca alternativas em todo mundo 
 
Na capital da Lituânia, Vilnius, a alternativa encontrada para a reabertura de restaurantes sem descumprir as medidas físicas necessárias de isolamento foi a utilização de espaços públicos para bares e cafés.
 
Conforme o Archdaily, a cidade está adotando novas medidas de segurança para entrar na próxima fase da quarentena. Com a reabertura de quase todos os comércios, as autoridades locais permitiram que estabelecimentos gastronômicos colocassem suas mesas nos espaços públicos com regras como: mesas alocadas a pelo menos 2 metros de distância umas das outras e o uso de máscaras obrigatório. O número de clientes simultâneos também está restringido.
 
Na Suécia, Värmland terá a partir do domingo (10/5) um restaurante diferente: experiências individuais serão testadas, servindo apenas uma mesa, com uma pessoa, por dia. Conforme o Uol, um casal é responsavel pelo conceito único, que ficará aberto até o dia 1º de agosto e não será permitido espectadores durante o funcionamento do restaurante, chamado "Bord för en" ("Mesa para Um", em português). A mesa, inclusive, fica do lado de fora da casa, no jardim, e recebe a comida por uma cesta.
 
O Estado de Minas fez uma reportagem sobre as formas criativas que o setor internacional encontrou para enfrentar a crise. Na Holanda, por exemplo, alguns estabelecimentos adotarão “estufas” para separar os consumidores a partir de 21 de maio. Até três convidados poderão se sentar à mesa colocada dentro de cada estrutura de vidro, mantendo uma distância de 1,5 metro de outros clientes.
 
Na Alemanha, a região da Baviera anunciou a reabertura dos restaurantes, desde que com restrições, como ocupar apenas 50% das mesas, atender número limitado de clientes, ter áreas específicas para famílias e adotar medidas ainda mais rígidas de higiene.
 
Já nos EUA, o prefeito de Brookhaven, na Geórgia, John Ernst, assinou decreto que permite que restaurantes montam tendas e usem os estacionamentos como áreas para receber seus clientes nos próximos 90 dias.
 
No Alasca, as autoridades locais permitiram a abertura dos locais ao público, mas também com regras. Uma delas é só receber quem fez  reserva antecipada, permitindo que a equipe prepare a mesa de forma adequada, principalmente observando as questões de desinfecção após cada uso. Os estabelecimentos também só poderão receber até 25% da capacidade, garantindo o distanciamento social entre os clientes.
 
Créditos da imagem: Flickr
 

Abrasel, alimentação fora do lar, bares e restaurantes, Coronavírus, Covid-19

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3