Nova corporação para formalizar pesca industrial da América Latina
Pesca

Nova corporação para formalizar pesca industrial da América Latina

Nova corporação foi criada a partir da 7ª Reunião da Alpescas

06 de dezembro de 2021

Uma nova corporação foi criada a partir da 7ª Reunião Ordinária da Aliança Latino-americana para a Pesca Sustentável e Segurança Alimentar (Alpescas) para formalizar a nova pesca industrial da América Latina. A oficialização da Aliança permitirá  maiores atribuições de inserções em fóruns internacionais.
 
A Alpescas é uma aliança estratégica entre entidades representativas de países latino-americanos em torno de temáticas relacionadas com a pesca e aquicultura sustentáveis. O encontro deste ano aconteceu entre os dias 02 e 03 de dezembro, em Fortaleza. Na reunião, o Brasil foi representado pelo Coletivo Nacional da Pesca e Aquicultura (Conepe).
 
“Este é um passo muito importante, os pescadores industriais e aquicultores estão há anos trabalhando com muito esforço em busca da sustentabilidade e segurança alimentar, estamos investimento em tecnologias para uma pesca mais seletiva e com menor efeito ao meio ambiente”, falou Osciel Velasquez, presidente da Alpescas.
 
Conforme ele, as pescarias respeitam medidas de gestão como cotas, defesos e planos de manejo, reduzem emissões e outros tipos de contaminação, inclusive, há a implementação de programas de reciclagem e economia circular em embarcações e indústrias. “Nós sabemos que não fazer essas mudanças seria uma irresponsabilidade e um despropósito para manter essa atividade no futuro. Hoje nós somos uma nova pesca industrial, uma pesca que convive de maneira equilibrada entre desenvolvimento econômico e cuidado com os nossos recursos naturais e seus habitats”, pontuou.
 
“Somos um setor produtivo que respeita a legislação e aplica todas as medidas tecnológicas para ser mais sustentável. Sabemos que todas essas mudanças não são fáceis, mas são possíveis”, completou o presidente da Alpescas.
 
Outro marco importante do encontro foi o ingresso da Fundação Internacional de Pesca do Panamá. Agora a Alpescas conta com 11 países da América Latina, 12 Câmaras e Associações e o Conselho Mexicano de Promoção de Produtos Pesqueiros (Comepesca).
 
Alexandre Espogeiro, presidente do Conepe, destacou o “êxito total” do encontro, que  conseguiu reunir os principais responsáveis da gestão pesqueira: a academia, o setor privado e o governo. “Todas as discussões que mantivemos durante os dias em que estivemos reunidos em Fortaleza agregaram muito a nossa incansável busca pela pesca sustentável. Cada encontro com nossos irmãos e irmãs da Alpescas nos faz mais fortes. Seguimos construindo juntos a Nova Pesca Industrial da América Latina”, falou.
 
 Entre os temas discutidos durante os dois dias de reunião ainda estavam a Economia Azul, gerenciamento espacial costeiro, o setor privado na geração de conhecimentos e subsídios à gestão pesqueira, a aquicultura como fonte de pescado,  a gestão pesqueira no Brasil e na América Latina, a pesca ilegal, a indústria pesqueira de atuns, a economia circular e as áreas marinhas protegidas. 
 
Créditos: Conepe
 

Alexandre Espogeiro, Alpescas, aquicultura sustentável, Conepe, Economia Azul, Osciel Velasquez, pesca ilegal, pesca sustentável

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3