MSD Saúde Animal anuncia chegada da vacina bivalente para tilápia
Aquicultura

MSD Saúde Animal anuncia chegada da vacina bivalente para tilápia

Vacina promete incremento de sobrevivência de cerca de 8 % na produção

24 de junho de 2021

A MSD Saúde Animal anunciou a chegada da vacina bivalente para a tilápia inédita e composta pelas duas cepas de maior importância das bacias produtoras do centro-sul brasileiro, a vacina Aquavac Strep SaSi.
 
A vacina chega em um momento onde os brasileiros ainda têm pouco hábito de consumo de pescado, cerca de 9,5 kg por ano, o que é pouco se levarmos em consideração a recomendação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que é de 12 kg por ano. Entretanto, o pescado vem ganhando mercados e "surfando nessa onda, temos a tilápia: uma proteína que tem estado cada vez mais presente nos lares das famílias no Brasil", como pontua Rodrigo Zanolo, diretor da unidade de Aquicultura da MSD Saúde Animal.
 
O crescimento do cultivo e comercialização da tilápia no País foi de 12,5% no ano de 2020, consolidando essa espécie como  uma das mais importante para a piscicultura brasileira, sendo 486.155 toneladas produzidas no período, segundo a Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR). 
 
Para Zanolo, o cenário é promissor, mas o crescimento e a intensificação das produções de tilápias também carrega consigo o aumento de importantes desafios sanitários que devem ser vencidos, como a principal enfermidade que acomete as granjas de produção, como por exemplo, a estreptococose.
 
Atualmente combatida principalmente por meio das vacinações, essa enfermidade causa altos prejuízos nas pisciculturas. Mas há uma boa notícia: ela pode se tornar uma doença de fácil convivência se o seu controle for feito com base em programas sanitários customizados e bem estabelecidos.
 
Resultados
Estudos de campo realizadas pela MSD Saúde Animal demonstraram aumento de sobrevivências de 8,8 % com utilização do programa de vacinação bivalente com Aquavac Strep SaSi com proteção frente as cepas de Streptococcus agalactiae Ib e S. iniae comparado aos programas tradicionais monovalentes de vacinação de proteção apenas frente a cepa de Streptococcus agalactiae Ib. Para a empresa, resultados que colaboram de forma significativa no auxílio do desenvolvimento produtivo e financeiro da indústria e dos clientes.
 
"Esse lançamento também possui um inédito adjuvante que ajuda a prolongar sua eficácia em campo e, por ser a única vacina comercial bivalente do mercado, torna-se uma ferramenta determinante para conferir cada vez maior sustentabilidade econômica, produtiva e ambiental para a tilapicultura brasileira", reforça o executivo. 
 
Conforme a empresa, ao preparar soluções como essas, a companhia busca fornecer ao mercado alternativas que possam não apenas suprir carências do setor, mas também proporcionar opções seguras, eficazes e que tenham como propósito melhorar a vida das pessoas e a saúde e o bem-estar dos animais.
 
"O Brasil caminha para figurar entre os três maiores produtores de tilápia do mundo e nós queremos chegar a esse ranking levando saúde e segurança alimentar às pessoas, cuidando do meio-ambiente e promovendo a harmonia desse ecossistema. Trabalhamos para apresentar soluções que promovam a saúde única, pois estamos todos conectados", finaliza Zanolo.
 
Créditos da imagem: Divulgação
 

aquicultura, estreptococose, FAO, MSD Saúde Animal, PeixeBR, S. iniae, Streptococcus agalactiae Ib, tilápia, vacina Aquavac Strep SaSi

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3