Quem ganhou o Prêmio Inovação Aquícola 2019?
Aquicultura

Quem ganhou o Prêmio Inovação Aquícola 2019?

Cerimônia de premiação foi um dos destaques do evento este ano, que em sua primeira realização contou com 46 cases inscritos de todo o País

22 de maio de 2019

arroba publicidade

Os vencedores do Prêmio Inovação Aquícola se tornaram públicos na última quarta-feira (15), durante a 10ª realização da Aquishow Brasil, em Santa Fé do Sul (SP). A cerimônia de premiação foi um dos destaques do evento deste ano e em sua primeira realização agraciou os melhores colocados entre 46 cases inscritos de todo o País.  

O prêmio foi uma ação conjunta dos organizadores da feira com a revista Aquaculture Brasil e a Seafood Brasil. Com patrocínio financeiro das empresas MSD Saúde Animal e Phibro Saúde Animal, a disputa teve como objetivo reconhecer iniciativas inovadoras em cinco categorias da aquicultura nacional: Produto Final, Políticas Institucionais, Beneficiamento, Academia e Produção.

"Acho que a gente está em um momento de muitas mudanças no setor da aquicultura e vale lembrar que neste momento de muita reflexão que sem ciência não há inovação, têm muitos pesquisadores aqui que merecem o nosso apoio e precisamos estar com eles", comentou a representante da Phibro Saúde Animal, Mariana Midori Nagata.

O representante  da MSD Saúde Animal, Rodrigo Zanolo, também esteve presente na premiação e, aproveitou a ocasião para convidar outras organizações a se unirem ao time de colaboradores da próxima edição do Prêmio: “Fiquei bastante surpreso e muito feliz com o que aconteceu, somos uma atividade emergente e gostaria de encorajar as outras empresas do setor a estarem conosco no ano que vem para fazermos deste um evento ainda mais brilhante”.

Produto Final

Na categoria “Produto Final” o ganhador foi “Biscoito de pescado: um ‘case’ de produto saudável com alto valor agregado” de Cristiane Rodrigues Pinheiro Neiva, do Instituto de Pesca de São Paulo (IP).

 
 

O 2º lugar ficou para “Uma experiência de aproveitamento integral do pescado” de Sonia Ambar do Amaral, do Grupo Ambar Amaral. E o “Projeto Tilapona” de Lourival Francelino Miguel Júnior, do Walmart Brasil faturou a 3ª colocação.

 
 

Políticas Institucionais

 
Na categoria “Políticas Institucionais” o primeiro lugar ficou com o projeto “Introdução e desenvolvimento da criação do camarão marinho,
Litopenaeus vannamei, realizada por agricultores familiares do semiárido pernambucano” do autor Gilvan Pais de Lira Júnior, do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). 
 
 
O 2º lugar foi para “O papel da instituição de pesquisa na efetivação de política pública aplicada à inclusão do pescado na alimentação escolar” de Erika Fabiane Furlan e Rúbia Yuri Tomita, do Instituto de Pesca de São Paulo (IP). E o 3º lugar ficou com “Aquisys v.1.3 – sistema informatizado de apoio às boas práticas de manejo e gestão ambiental da aquicultura” de Maria Conceição Peres Young Pessoa, da Embrapa Meio Ambiente.
 
 

Beneficiamento

Na categoria “Beneficiamento” o vencedor foi “Manejo pré-abate humanizado: técnicas de recepção e espera racionais e insensibilização pré-
abate através de eletronarcose” de Sheyla Vargas Baldi, da empresa Agertek. O 2º lugar ficou com “Disrupção na indústria de pescado” de 
Ricardo Carriero, da organização Lago Pesca.

Academia
 
Na categoria “Academia” o vencedor foi “Produção de camarão marinho em águas interiores” de Fábio Rosa Sussel, do Instituto de Pesca de
São Paulo (IP).
 
A 2ª colocação foi para o projeto “Desenvolvimento e validação de uma vacina bivalente contra dois sorotipos de Streptococcus agalactiae em tilápias do nilo (Oreochromis niloticus)” do autor Ulisses de Padua Pereira, da Universidade Estadual de Londrina (UEL). E o 3º lugar para “Fisiologia reprodutiva do pirarucu Arapaima gigas e desenvolvimento de ferramentas para o manejo de reprodutores” de Lucas Simon Torati, a Embrapa Pesca e Aquicultura.

Produção
 
Na categoria “Produção” o grande vencedor foi “Ostras da Amazônia – negócios sustentáveis” de Ana Conceição Abreu de Sousa, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Pará (Sebrae/PA).
 
 
O 2º lugar ficou com “Sistema de produção intensiva de tilápia utilizando tanque-redes articulados de grande volume – TRGV Fisher®” de Hélio de Sousa Barbosa, da companhia Fisher Piscicultura Água Vermelha. E o 3º lugar foi para o projeto “Controle biológico de alevinos indesejados de tilápia por meio do peixamento com dourado em viveiros de engorda de tilápia” dos autores Nestor Braun, Diogo Yamashiro, Simão Brun e Marco Aurélio Rotta, do Projeto Pacu e da Copacol. Por empate na fase de votação anterior, a categoria também premiou a 4º colocação para “Fermentaqua: uma revolução na indústria de alimentos aquáticos com leveduras, bactérias, probióticos e enzimas  produzidos na fazenda” de Sergio Zimmermann, da empresa Zimmermann Aqua Solutions/Instafloc.
 
 
 
 
Veja como foi a premiação abaixo:

 

Aquishow Brasil, Prêmio Inovação Aquícola, MSD Saúde Animal, Phibro Saúde Animal, aquicultura, Aquaculture Brasil, Seafood Brasil

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3