NFI lança blog para desmistificar relação entre pescado e Covid-19
Indústria

NFI lança blog para desmistificar relação entre pescado e Covid-19

Peixe não oferece risco de contágio da doença, explica entidade norte-americana

12 de março de 2020

arroba publicidade

O National Fisheries Institute (NFI), que representa as principais indústrias de pescado norte-americanas, lançou nesta quinta-feira (12/03) um website específico para desmistificar algumas informações que vem relacionando o consumo de alimentos à transmissão do coronavírus Covid-19, hoje uma pandemia mundial como caracterizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O lançamento ocorre em meio aos reflexos do anúncio do presidente Donald Trump de suspender voos oriundos da União Europeia, o que impacta fortemente o setor de pescado. Seattle, um hub de pescado para todo o país, foi a primeira cidade a registrar casos da enfermidade e hoje possui o maior índice de contaminações; atualmente, a cidade baniu eventos com mais de 250 pessoas, escolas e universidades suspenderam aulas e agora a cidade considera se fará um lockdown, como aconteceu na cidade chinesa de Wuhan.  

Com perguntas contínuas sobre o Covid-19, a NFI decidiu lançar o blog seafoodsafetycovid19.wordpress.com como um recurso para a comunidade do pescado. O site está completo com perguntas frequentes e pontos de discussão sugeridos para funcionários que tenham contatos com clientes em dúvidas sobre os produtos. As respostas encontradas no site apontam para fontes autorizadas e serão atualizadas conforme necessário, indica a entidade.

De acordo com o último boletim do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), acessado às 19h desta quinta-feira, a situação da doença no país está desta maneira: 

Total de casos: 1,215 Total de mortes: 36 Estados com casos reportados: 43

Pescado (e outros alimentos) não transmitem vírus

Veja alguns dos pontos indicados pelo site:

1. Posso obter coronavírus de frutos do mar?

"Mais uma vez, queremos garantir ao público que, neste momento, não há evidências de que alimentos ou embalagens de alimentos tenham sido associados à transmissão e não há motivo para preocupação".

Stephen M. Hahn M.D.

Comissário de Alimentos e Medicamentos do FDA

A cientista-chefe da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos, Marta Hugas, disse que “experiências de surtos anteriores de coronavírus relacionados, como o coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV) e Coronavírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV), mostram que a transmissão através de o consumo de alimentos não ocorreu. No momento, não há evidências que sugiram que o coronavírus seja diferente a esse respeito. ”
 
O Instituto Federal Alemão para Avaliação de Riscos disse que “Atualmente, não há casos que mostrem evidências de humanos infectados com o novo tipo de coronavírus por outro método, como o consumo de alimentos contaminados ou brinquedos importados”.
 
Leia mais no site (em inglês) neste link.

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3