Carcinicultores de RN recebem Bolsonaro e equipe nesta sexta-feira(21)
Aquicultura

Carcinicultores de RN recebem Bolsonaro e equipe nesta sexta-feira(21)

Presidente deverá liberar apoio ao Banco do Nordeste para uma linha de financiamento à carcinicultura da região

20 de agosto de 2020

arroba publicidade
Nesta sexta-feira (21), os carcinicultores do Rio Grande do Norte vão receber a visita do presidente, Jair Bolsonaro. Os encontros acontecerão nos municípios de Mossoró e Ipanguaçu e contarão também com a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina. Também estarão presentes os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, das Comunicações, Fábio Faria. E também os presidentes do Banco do Nordeste do Brasil, Romildo Rolim e da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.
 
No Nordeste, Bolsonaro deverá assinar um protocolo de apoio do Banco do Nordeste para uma linha de financiamento à carcinicultura da região, conforme revelou à Seafood Brasil o presidente da Associação Norte-Rio-Grandense de Criadores de Camarão (ANCC), Origenes Monte. Segundo ele, a abertura de crédito será em um valor "bem considerável”, o que demonstrará “uma boa vontade do Banco em relação à carcinicultura”.
 
“Isso é muito importante porque durante muito tempo nós passamos para o Banco do Nordeste como uma atividade não grata. Agora, as coisas estão dando sinais de que vão melhorar”, destacou o presidente da ANCC. 
 
A ministra Tereza Cristina também deverá assinar uma portaria autorizando a importação de genética de matrizes do camarão vannamei. “Será uma revolução para o setor. Dará maior competitividade, maior produção, resistência e sobrevivência aos plantéis”, frisou Monte. A liberação da importação da genética de matrizes é uma demanda antiga dos carcinicultores do Rio Grande do Norte que estão tentando a autorização há alguns anos. 
 
Itamar Rocha, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), também destacou a importância dos encontros. “Trata-se de um passo importante para o fortalecimento do setor carcinicultor, pois contempla as ‘condições financeiras’ e de ‘boas práticas de manejo’ para que possamos crescer e participar ativamente dos promissores mercados: Brasileiro e Internacional”, declarou Rocha em mensagem aos associados.
 
Segundo ele, com o fortalecimento institucional da ABCC, acredita-se que até 2030 o setor estará produzindo 500.000 toneladas de camarão e exportando US$ 1 bilhão de dólares. 
 

ABCC, ANCC, Banco do Nordeste, camarão, carcinicultura, Jair Bolsonaro, Mapa, Tereza Cristina

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3