A indústria do salmão nunca viu preços tão baixos no Brasil
Indústria

A indústria do salmão nunca viu preços tão baixos no Brasil

Rafferty, diretor administrativo da Cermaq Chile, explicou que os mercados do Brasil foram afetados de forma severa

12 de novembro de 2020

arroba publicidade
A indústria do salmão nunca viu preços tão baixos praticados no Brasil como agora, declarou à Salmon Business o diretor administrativo da Cermaq Chile, Steven Rafferty.
 
“Os preços estão baixos, minha impressão é que estamos no fundo do poço no momento”, disse ele, acrescentando que “a demanda ainda está muito boa”. Para a própria Cermaq Chile, nos principais supermercados e varejistas dos Estados Unidos, a demanda aumentou cerca de 15% em comparação com o ano passado.
 
Rafferty explicou que os mercados do Brasil foram afetados de forma tão severa que a indústria nunca viu os preços tão baixos. “Na semana passada, atingiu o seu ponto mais baixo em termos de preço de todos os tempos. Isso porque, embora temporário, todos esses peixes grandes também têm outros mercados como China e Rússia”, disse.
 
Sobre como a Cermaq está trabalhando em torno disso, Rafferty disse: “Para o Brasil agora, acabamos de parar de vender e estamos mantendo o peixe. Não temos esse excesso de peixes muito grandes, o controle biológico é bom e temos colhido normalmente até agora. Então vendemos os volumes que prevíamos antes da Covid, então não tivemos atrasos e agora temos flexibilidade para ajustar de acordo com a demanda ”.
 
Olhando para o futuro, ele concluiu que: “Assim que os peixes grandes forem despescados nas próximas semanas, esse mercado se recuperará rapidamente. Haverá escassez de oferta tanto nos EUA quanto no Brasil no ano que vem”.
 
“Acredito que isso vai se recuperar muito rapidamente agora. O volume da indústria chilena é muito menor do que o relatado por algumas empresas. Acho que os volumes cairão muito no ano que vem. Espero uma reação muito positiva sobre o preço muito em breve ”.
 
Ele disse que isso se resumia a várias coisas. “Certas empresas estão reduzindo o volume. Os insumos de smolt foram muito baixos no primeiro semestre de 2020. Eles caíram cerca de 20% de janeiro a junho ”. “Há peixes muito grandes sendo pescados no momento em termos de peso. E a razão de os volumes serem muito altos durante outubro-novembro é que os produtores estão tendo que colher esses peixes e não podem atrasá-los até o próximo ano, porque eles serão muito grandes. Está tendo um grande impacto nas exportações. As exportações nas últimas quatro a cinco semanas têm sido muito altas tanto para os EUA quanto para o Brasil”.
 
Créditos da imagem: Pixabay

Cermaq Chile, importação, Indústria, salmão, Steven Rafferty

 
BaresSP publicidade 980x90 bares
 

Notícias do Pescado

 

 

 
SeafoodBrasil 2019(c) todos os direitos reservados. Desenvolvido por BR3